GEOLOGIA E GEOQUÍMICA DO PLUTÃO SHOSHONÍTICO DE TERRA NOVA: EVIDÊNCIAS DE MAGMATISMO PROTEROZÓICO DE PRESSÃO. MÉDIA NA PROVÍNCIA BORBOREMA

ADEJARDO F. SILVA, Fº, IGNEZ P. GUIMARÃES

Resumo


O plutão shoshonítico de Terra Nova está intrudido em rochas metamórficas proterozóicas a SW do Cinturão Cachoeirinha-Salgueiro, no Estado de Pernambuco, próximo ao lineamento Pernambuco. É constituído principalmente por quartzo-sienitos e sienitos porfiríticos e leucocráticos. Secundariamente, ocorre uma suíte de sienitos mesocráticos de granulação fina, incluídos pelas hospedeiras leucocráticas. Foi observada uma gradação do tamanho dos cristais de feldspatos alcalinos e da hornblenda, de norte para sul, dentro do plutão. Os feldspatos alcalinos das fácies leucocráticas possuem composição e padrão de zoneamento para BaO muito semelhante com aqueles dos sienitos mesocráticos. Os anfibólios possuem composição respectivamente edenítica, hornblenda edenítica e actinolítica. Os minerais do grupo do epídoto são, respectivamente, epídoto e zoisita. Evidências petrográficas indicam que alguns epídotos são anteriores aos feldspatos alcalinos e à biotita, parecendo ser contemporâneos a alguns dos minerais de hornblenda. As evidências que apontam para uma origem magmática ou uma origem durante o estado sab-solidus ainda são inconclusivas. Dados obtidos a partir do geobarômetro de anfibólio cálcico sugerem, respectivamente, pressão mínima de intrusão do plutão de Terra Nova de 1,2 kbar e pressão máxima de 4,7 kbar. Evidências petrográficas e de relações de campo indicam que o plutão de Terra Nova foi intrudido sob o controle estrutural do Lineamento Pernambuco. A deformação teria atingido o plutão antes do completo resfriamento do mesmo. Evidências texturais e de campo também indicam que houve uma reativação do lineamento após o resfriamento total do plutão de Terra Nova, causando retrometamorfismo na fácies xistoverde e fraturas de cisalhamento segundo faixas miloníticas estreitas no setor SW do plutão. Portanto, o plutão de Terra Nova representa um magmatismo shoshonítico brasiliano, intrudido no máximo a uma pressão média, durante uma fase da orogênese Brasiliana na qual o Lineamento Pernambuco estava ativo.

Palavras-chave


Magmatismo brasiliano; Magmatismo shoshonitico; Pressão média.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.