DINÂMICA DE MARÉ E TRANSPORTE DE SEDIMENTOS NO CANAL DE ITAJURU - LAGUNA DE ARARUAMA (RJ)

GUILHERME C. LESSA

Resumo


O Canal de Itajuru, localizado no extremo leste da laguna de Araruama (Estado do Rio de Janeiro), constitui talvez o único sistema estuarino inverso na costa sul e sudeste brasileira. A localização dos depósitos sedimentares no canal, aliada à hipersalinidade das águas da laguna e à reduzida área da bacia de drenagem, sugerem a existência de uma assimetria da onda de maré e fluxo de enchente com maior capacidade de transporte que o fluxo de vazante, proporcionando o entulhamento do canal com areias marinhas. Campanhas de medições realizadas no verão de 1988 e inverno de 1989 diagnosticaram a propagação de uma maré assimétrica associada, entretanto, a uma situação inversa, com fluxo de água e sedimentos na vazante superando o de enchente. Os resultados encontrados parecem relacionar-se a um período de maior umidade climática, quando o balanço precipitação-evaporação, normalmente negativo, passa a ser positivo. Este fato provoca maior armazenamento de água na laguna, acarretando aumento de nível desta e conseqüente aumento do gradiente de pressão direcionado para o mar, proporcionando o predomínio das correntes de vazantes.

Palavras-chave


Estuário; Canal da maré; Transporte de sedimentos; Correntes de maré; Maré; Assimetria de maré.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.