GEOLOGICAL CONDITIONS IN BRAZIL AT THE END OF THE CRETACEOUS AND IDEAS ABOUT THE PROBLEM OF DINOSAUR EXTINCTIONS

SETEMBRINO PETRI

Resumo


Neste trabalho são tratados de forma sucinta as condições geológicas do Brasil no fim do Cretáceo, conhecidas até o momento. Tais condições geológicas são relacionadas ao problema das extinções orgânicas do fim do período, em especial dos dinossauros. O Cretáceo brasileiro é importante neste particular por se desenvolver extensamente no Brasil, país que cobre aproximadamente metade da América do Sul. As teorias sobre as extinções orgânicas são divididas em duas categorias, uma apelando para forças extraterrestres e a outra para forças com sede no planeta. A teoria mais em voga considera o desenvolvimento de climas rigorosos como a causa das extinções. As condições geológicas no Brasil no fim do Cretáceo não foram tão rigorosas quanto condições ocorrentes no meio do período (Aptiano a Cenomaniamo), as quais não provocaram as extinções em massa do fim do período. A teoria que considera as extinções como intrinsecamente ligadas aos processos biológicos é aqui favorecida.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.