A importância da tectônica transcorrente no alojamento de granitos pré a sincolisionais na região do vale do médio Rio Doce: o exemplo das suítes graníticas Galiléia e Urucum

Herminio Arias Nalini Jr, Rômulo Machado, Issamu Endo, Essaid Bilal

Resumo


As suítes Galiléia (granito tipo-I) e Urucum (granito tipo-S), respectivamente, com idades U/Pb em zircão de 594 ± 6 Ma 584 ± 2 Ma Ma, situam-se na região do Médio Vale do Rio Doce, na porção leste de Minas Gerais, entre as cidades de Governador Valadares (MG) e Colatina (ES). Caracterizam-se por batólitos alongados (NW-SE e N-S) e associados à Zona de Cisalhamento de Alto Ângulo de Conselho Pena-Resplendor. Possuem estruturas magmáticas e outras desenvolvidas no estado sólido, e lineação magmática bem desenvolvida com caimento para N e NE (entre 10 e 30º.) e para S e SW (inferior a 25º.). Foram reconhecidas duas fases principais de deformação: a primeira foi responsável pela foliação no estado sólido e lineação magmática nas suítes graníticas e pela xistosidade e lineação de estiramento nas rochas encaixantes (xistos São Tomé), e a segunda foi responsável por uma clivagem de crenulação de natureza extensional e outras estruturas associadas. A análise cinemática mostra uma forte correlação entre o regime transcorrente e as intrusões graníticas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.