A utilização de atividades lúdicas na divulgação da importância do Parque Paleontológico de São José, Itaboraí/RJ

Lílian Paglarelli Bergqvist, Ana Carolina Fortes Bastos

Resumo


Em 1995, foi criado na área da bacia de Itaboraí, o Parque Paleontológico de São José, com objetivo de preservar a história, os afloramentos e os fósseis remanescentes do período em que esta bacia foi explorada para extração de calcário. Com o intuito de ampliar o entendimento pela comunidade da importância deste parque, foram desenvolvidas atividades utilizando jogos adaptados a uma linguagem didática. As atividades foram planejadas de forma a atingir diferentes faixas etárias e compreenderam: jogo "tipo" dominó-ligação de imagens a textos referentes à história da bacia, dos pesquisadores e um pouco da sua biota; jogo da memória-através de imagens de fósseis da bacia, os participantes puderam se familiarizar com a biota que viveu em Itaboraí há 60 Ma; quebra-cabeças-com imagens da reconstituição em vida de fósseis encontrados na bacia; jogo evolução da vida na Terra-jogo de tabuleiro contando um pouco das modificações ocorridas durante evolução da vida na Terra e localizando a Bacia de Itaboraí neste contexto. A atividade que mais atraiu o interesse dos participantes foi a simulação do trabalho do paleontólogo em laboratório. Para esta, foram confeccionados moldes em gesso de um bloco de rocha contendo um fragmento fóssil no seu interior. Este deveria ser "procurado" com o auxílio de instrumentos apropriados utilizados na pesquisa paleontológica. As atividades demonstraram, de forma geral, êxito no alcance dos objetivos pretendidos, dada a grande receptividade e interesse dos jovens e crianças frente às atividades desenvolvidas. Todas as atividades proposta podem ser adaptadas e aplicadas para outros fins.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.