Assinatura geofísica e modelos prospectivos ‘knowledge-driven’ de mineralizações de Au no lineamento Congonhas, sul do Cráton São Francisco, MG

Carolina Miethke, Carlos Roberto de Souza Filho, Adalene Moreira Silva

Resumo


Este trabalho aborda a caracterização da assinatura geofísica de ocorrências auríferas associadas ao Lineamento Congonhas - uma zona de cisalhamento de escala regional, localizada na região sul do Quadrilátero Ferrífero (MG) - visando a geração de modelos prospectivos para mineralizações de ouro do tipo lode através da fusão e análise espacial de dados digitais. Para este estudo, dados aerogeofísicos, multiespectrais (orbitais), mapas geológicos e de ocorrências minerais foram investigados individualmente e de forma integrada. O processamento digital de dados conduzido incluiu realce por técnicas convencionais (composições coloridas, classificação não-supervisionada e análise por principais componentes), análises espaciais guiadas pelo conhecimento (knowledge-driven – lógicas booleana e fuzzy), bem como aplicação de técnicas originalmente desenvolvidas para classificação de dados de sensoriamento remoto hiperespectral (Spectral Angle Mapper e Mixture Tuned Matched Filtering), aqui adaptadas para uso com dados aerogeofísicos. Os resultados derivados do processamento, integração e interpretação dos dados revelaram que os métodos de análise espacial e classificação utilizados foram efetivos na seleção de alvos potencialmente mineralizados em ouro – sítios com ocorrências conhecidas desse metal, associadas à presença de unidades litológicas afetadas pelo hidrotermalismo decorrente da instalação do Lineamento Congonhas, foram mapeados com sucesso, assim como outras áreas onde tais ocorrências ainda não foram verificadas.

Palavras-chave


Sensoriamento remoto; Aerogeofísica; Mineralizações de ouro; Quadrilátero Ferrífero.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.