CARACTERIZAÇÃO TEXTURAL COMO AUXÍLIO NA TIPOLOGIA DOS MINÉRIOS DE FERRO DA MINA DE CONCEIÇÃO, ITABIRA - MINAS GERAIS, BRASIL

VALTER TEODORO DE OLIVEIRA JÚNIOR, PETER CHRISTIAN HACKSPACHER, HEINRICH SIEMES

Resumo


A caracterização das orientações cristalográficas preferenciais (OCP) em minérios de ferro, aqui referidas como textura, bem como as análises microestruturais e petrográficas; além de fornecer respostas sobre a evolução geológica da área, mostrou-se uma importante ferramenta de auxílio no controle da classificação tipológica desses minérios. Neste artigo foram analisados itabiritos (minérios com 20 a 50% de Fe) e "hematititos"(minérios com mais de 60% de Fe) da Mina de Conceição, Itabira-MG. Nesta região processos tectono-metamórficos, provavelmente associados ao evento Brasiliano, foram responsáveis pela recristalização das principais fases minerais presentes nessas rochas (hematita e quartzo)e, consequentemente, pelo desenvolvimento das texturas e microestruturas. Posteriormente, intensos processos supergênicos foram responsáveis pela Iixiviação da sílica,promovendo enriquecimento em ferronos minérios de baixo teor,destruindo sua textura tectono-metamórfica, contudo, não sendo capazes de apagá-la completamente. Neste trabalho apresentam-se os resultados da caracterização textural e análises microestruturais e petrográficas realizadas em minérios de ferro da Mina de Conceição, preocupando-se em estabelecer as implicações geológicas e tecnológicas que a textura e a microestrutura impõem no controle tipológico desses minérios.


Palavras-chave


Minério de ferro; Recristalização; Textura e microestruturas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.