ALTERAÇÃO METAMÓRFICO-HIDROTERMAL NOS DEPÓSITOS DE OURO TIPO-VEIO DE PORTO NACIONAL, TO, BRASIL: EVIDÊNCIAS DE QUÍMICA MINERAL E MICROESTRUTURAS NA ZONA DE CISALHAMENTO CACHIMBO

MARIA JOSÉ DE MESQUITA, LEO AFRANIO HARTMANN, WILLIAM SAFTON FYFE, JEFERSON DE LIMA PICANÇO, ALICE BONATO CASTRO

Resumo


A Zona de Cisalhamento Cachimbo (ZCC) faz parte do Lineamento Transbrasiliano, Província Tectônica Tocantins, centro-oeste do Brasil. A ZCC é responsável pela formação de milonitos e filonitos que alojam um complexo sistema de veios de quartzo, mineralizados a ouro. As rochas encaixantes são metagranitos de fácies anfibolito superior, com quartzo, ortoclásio, plagioclásio, mica branca, e clorita. A partir de evidências de química mineral e microestruturas, foi possível caracterizar as condições físico químicas do cisalhamento e metamorfismo-hidrotermal da ZCC. O primeiro estágio é marcado por uma intensa alteração filica, que gera milonitos com feldspato, quartzo, muscovita-ferrifengita, clorita, monazita e zircão. A partição do metamorfismo-hidrotermal gera dois tipos de filonitos: (a) fengita-granada filonito, com a paragênese quartzo-granada-clorita-muscovita/fengita-turmalina e, (b) paragonita-estaurolita filonito com quartzo-clorita-paragonita-estaurolita-turmalina±granada±calcita. Os paragonita-estaurolita filonitos caracterizam sítios relativamente mais aluminosos e os fengita-granada filonitos caracterizam sítios relativamente mais magnesianos. A orientação de inclusões de turmalina em porfiroblastos de estaurolita caracteriza os porfiroblastos como sin-cinemáticos a foliação principal dos filonitos. A formação de estaurolita e granada indica condições similares de fácies anfibolito, zona da estaurolita para o metamorfismo-hidrotermal. Os paragonita-estaurolita filonito e os fengita-granada filonito evoluem para o fengita filonito, com uma paragênese mais simples de muscovita-fengita, clorita magnesiana pirita e calcopirita. Vênulas de calcita±pirita±calcopirita e vênulas monominerálicas de pirita cortamos filonitos. A zona potencialmente mineralizada é marcada pelo grafita filonito, coma paragênese quartzo-grafita-pirita ±ouro. O grafita filonito é aloja os veios de quartzo auríferos, que tem a paragênese quartzo-pirita±calcopirita±grafita±ouro. O grafita tem alta cristalinidade e espectro coincidente com o de condições de fácies anfibolito, zonada estaurolita, evidenciando que as condições metamórfico-hidrotermais se mantiveram ao longo da evolução da ZCC. A fugacidade de oxigênio estimada para a formação do grafita é baixa que,juntamente com a formação de pirita,caracterizam um ambiente redutor para as transformações mineralógicas finais na ZCC e a precipitação do ouro.


Palavras-chave


Ouro; Alteração metamórfico-hidrotermal; Estaurolita hidrotermal; Cristalinidade do grafita; Zona de Cisalhamento Cachimbo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.