GEOQUÍMICA DOS GRANITOS PALEOPROTEROZÓICOS DA SUÍTE GRANÍTICA VELHO GUILHERME, PROVÍNCIA ESTANÍFERA DO SUL DO PARÁ

NILSON PINTO TEIXEIRA, JORGE SILVA BETTENCOURT, ROBERTO DALL'AGNOL, CÂNDIDO AUGUSTO VELOSO MOURA, CARLOS MARCELLO DIAS FERNANDES, SABRINA CRISTINA CORDOVIL PINHO

Resumo


As rochas graníticas dos maciços Antônio Vicente, Velho Guilherme, Mocambo, Benedita e Ubim/Sul, da Suíte Intrusiva Velho Guilherme (Província Estanífera do Sul do Pará) são hololeucocráticas a leucocráticas, sieno a monzograníticas, com tipos álcalifeldspato graníticos subordinados. Dados geoquímicos de rocha total dos diferentes maciços da suíte revelaram a sua natureza subalcalina, caráter metaluminoso a peraluminoso, bem como afinidade tectonomagmática intraplaca e características geoquímicas de granitos tipo-A, do subgrupo A2. A cristalização fracionada foi o principal processo petrogenético que governou a evolução dos granitos da suíte. Os diferenciados mais evoluídos e hospedeiros de mineralizações de Sn mostram um grau extremo de diferenciação(SiO2 >75%) e são produto de fracionamento magmático e da interação com fluidos aquosos pós-magmáticos ricos em voláteis (F). Esses fluidos foram responsáveis pela extração de Sn2+, a partir das fases minerais primárias, especialmente, da biotita, incorporando-o às soluções residuais onde foi oxidado, passando para a forma Sn4+ e precipitando como cassiterita. As razões Th/Ta dos granitos dos maciços Velho Guilherme (5,06 a 10,46) e Benedita (6,77 a 15,40) apontam para uma fonte dominantemente de crosta continental superior. Em relação aos granitos do maciço Ubim/Sul, a sua razão Th/Ta (3,52 a 5,33) sugere uma fonte magmática localizada em um segmento crustal um pouco mais profundo. Já os protólitos dos granitos do maciço Mocambo (razão Th/Ta de 3,03 a 8,26) resultaram mais provavelmente de uma mistura de material de crosta profunda e crosta continental superior. A ampla variação das razões Th/Ta observada nos granitos do maciço Antônio Vicente (5 a 100) sugere uma mistura de componentes de crosta continental superior com uma possível contribuição de natureza sedimentar.


Palavras-chave


Geoquímica; Granitos estaníferos; Tipo-A; Paleoproterozóico; Cráton Amazônico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.