LEVANTAMENTO GPR EM AFLORAMENTOS TURBIDÍTICOS DA BACIA DE ALMADA - BA

MARCO ANTÔNIO RODRIGUES DE CEIA, ANTÔNIO ABEL GONZÁLEZ CARRASQUILLA, JANDYR MENEZES TRAVASSOS

Resumo


Na porção continental da Bacia de Almada, no nordeste do Brasil, afloram turbiditos areno-conglomeráticos e folhelhos da Formação Urucutuca. Estas rochas são parte de uma porção exumada da seção de preenchimento do Cânion de Almada. Tais afloramentos são exemplos únicos de turbiditos de sequência marinha transgressiva de margem passiva no Brasil, que foram sedimentados durante o Maastritchiano/Campaniano. Eles são análogos a alguns importantes reservatórios das Bacias de Campos e Espírito Santo. Para auxiliar estudos da geometria interna e externa e associações de fácies, os quais ajudarão a melhorar o conhecimento das propriedades físicas deste tipo de rochas, um levantamento GPR (Radar de Penetração no Solo) foi executado nesta região. Comparações com interpretações geológicas do afloramento mostraram uma boa concordância com os resultados GRP. Além disso, o uso de técnicas de visualização 3D aplicadas aos perfis GRP nos permitiu localizar possíveis canais turbidíticos em partes do afloramento onde as informações geológicas eram difíceis de ser obtidas sem a ajuda de poços.


Palavras-chave


Turbiditos; GPR; Afloramentos análogos; Bacia de Almada; Formação Urucutuca.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.