APLICAÇÃO DO OPERADOR DE FRAGMENTAÇÃO ASSIMÉTRICA (FA) NA CARACTERIZAÇÃO DE CONTROLES GEOMORFOLÓGICOS EM RESERVATÓRIOS HIDROELÉTRICOS

ARCILAN T. ASSIREU, JOÃO A. LORENZZETTI, EVLYN M. L. NOVO, JOSÉ L. STECH, CLÁUDIA Z.F. BRAGA, IVAN B. TAVARES DE LIMA

Resumo


Este trabalho propõe o uso do Operador de Fragmentação Assimétrica (FA) para a caracterização de controles geomorfológicos que afetam reservatórios hidroelétricos. A superfície alagada pelos reservatórios foi determinada a partir de imagens digitais do sensor TM-Landsat. O Operador de Fragmentação Assimétrica foi aplicado ao vetor descritor da superfície alagada de cada reservatório permitindo o cálculo de seu FA médio. Os reservatórios foram então classificados por bacia hidrográfica e dimensão da superfície alagada. Os valores de FA foram cotejados com o índice de desenvolvimento das margens (D) dos reservatórios e com dados de produtividade primária disponíveis na literatura. Os resultados indicam que o FA tem a capacidade de detectar, em alta resolução, estruturas geomorfológicas que passam desapercebidas ao índice D. Análises preliminares indicaram haver relação entre o grau de fragmentação e a produtividade primária nos reservatórios. Os resultados indicaram que ao contrário do D, o FA é pouco sensível à área do reservatório, tendo respondido mais à sua posição na cascata, e conseqüentemente ao arcabouço geomorfológico.


Palavras-chave


Operador de fragmentação assimétrica; Controles geomorfológicos; Reservatórios hidroelétricos; Bacia hidrográfica; Índice de desenvolvimento das margens.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.