SENSORIAMENTO REMOTO, AEROGEOFÍSICA E GEOPROCESSAMENTO APLICADOS AO ESTUDO DE AQUÍFERO FRATURADO EM TERRENO CRISTALINO, LESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO

VANESSA MADRUCCI

Resumo


Este trabalho apresenta o estudo de um aqüífero fraturado, em terreno cristalino, na região do leste do Estado de São Paulo, utilizando dados de sensoriamento remoto, aeromagnetométricos, técnicas de processamento de imagens e de fotointerpretação geológica. Foram gerados mapas de lineamentos, morfoestruturas e zonas de juntas. Estes dados foram analisados conjuntamente com dados de produtividade dos poços (capacidade específica), em ambiente SIG, com o auxílio de técnicas de geoprocessamento. A análise consistiu em três etapas: fotointerpretação geológica com a geração dos mapas de lineamentos, morfoestruturas, isofreqüência de zonas de juntas; elaboração do mapa de distâncias dos lineamentos e de suas intersecções, direções de lineamentos e reclassificação dos mapas e tabulação cruzada entre os mapas gerados e a produtividade dos poços. A aplicação do método demonstra a eficiência das técnicas utilizadas no estudo de aqüíferos fraturados. Foi possível definir a influência das feições estruturais na produtividade dos poços, assim como delimitar a área de influência dos lineamentos e de suas intersecções. Determinou-se para a área de estudo, de acordo com a escala de trabalho adotada (1:100.000), uma área de influência na produtividade dos poços de até 200 m ao redor dos lineamentos e de até 600 m nas regiões de intersecção de lineamentos. Além disso, constatou-se que as maiores produtividades de poços estão relacionadas às regiões de classes de morfoestruturas baixa e intermediária.


Palavras-chave


Sensoriamento remoto; Dados aerogeofísicos; SIG; Fotointerpretação; Geoprocessamento; Aqüífero cristalino fraturado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.