ANÁLISE DE IMAGENS HIPERESPECTRAIS PELO MÉTODO MULTIPLE ENDMEMBER SPECTRAL MIXTURE ANALYSIS (MESMA) EM DEPÓSITO SUPERGÊNICO DE NÍQUEL

OSMAR ABÍLIO DE CARVALHO JÚNIOR, ANA PAULA FERREIRA DE CARVALHO, PAULO ROBERTO MENESES, RENATO FONTES GUIMARÃES, ÉDER DE SOUZA MARTINS

Resumo


O sensoriamento remoto hiperespectral, fornece grande quantidade de dados permitindo o desenvolvimento de métodos para detecção e quantificação dos materiais que compõem a cena. Neste contexto, o Multiple Endmember Spectral Mixture Models (MESMA) é uma evolução do método de análise linear de mistura que define o melhor modelo de mistura a ser utilizado para cada pixel. Um grande empecilho para a utilização desse método é o longo tempo computacional. O programa MESMA pode ser otimizado isolando-se os principais sistemas de misturas existentes na cena a partir do classificador espectral Spectral Correlation Mapper de forma a minimizar os membros finais e, conseqüentemente, diminuir de forma considerável o número de modelos e o tempo de processamento. Esta rotina foi desenvolvida em linguagem IDL identificando os melhores modelos a partir do menor erro médio quadrático. Esta metodologia foi aplicada na imagem Airborne Visible/InfraRed Imaging Spectrometer (AVIRIS) relativa à mina de Niquelândia, Goiás, com concentração supergênica de Ni-laterítico. Os principais minerais presentes no perfil de intemperismo são: pimelita, saponita, goethita, hematita e caulinita. Os resultados obtidos mostraram que a abundância relativa dos minerais está de acordo com os dados de campo.

Palavras-chave


Mistura espectral; MESMA; Espectroscopia de imageamento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.