TÉCNICAS DE ANÁLISE ESPACIAL APLICADAS À PROSPECÇÃO MINERAL: UMA AVALIAÇÃO NO PLANALTO DE POÇOS DE CALDAS

FÁBIO R. S. MOREIRA, RAIMUNDO ALMEIDA-FILHO, GILBERTO CÂMARA

Resumo


Diferentes técnicas de análise espacial envolvendo Álgebra Booleana, Média Ponderada, Fuzzy/AHP (Processo Analítico Hierárquico), Fuzzy Gama e Bayesian Weight of Evidence (WofE), foram avaliadas visando a indicação de áreas potenciais à ocorrência de mineralizações radioativas no planalto de Poços de Caldas. Essas técnicas foram aplicadas de acordo com um modelo prospectivo baseado em critérios diagnósticos, representados por litologias favoráveis, feições estruturais e dados de radiometria gama (contagem total). Os mapas resultantes foram organizados em quatro classes de potencialidades (nula, baixa, média e alta), expressando diferentes níveis de favorabilidade à ocorrência de minerais radioativos na área de estudo. Para comparar o desempenho dos diferentes cenários gerados, 48 ocorrências e depósitos minerais previamente conhecidos foram utilizados. Tabulação cruzada foi empregada para medir o grau de confiança (probabilidade condicional) de cada classe. De acordo com os resultados, os cenários mostraram diferentes performances. Aquele obtido com base em Álgebra Booleana mostrou resultados moderados, enquanto os resultados do modelo Fuzzy Gama foram insatisfatórios. Resultados muito bons foram obtidos com os métodos WofE, Fuzzy/AHP e com o modelo de Média Ponderada, atestando que técnicas de inferência podem ser guias auxiliares úteis em campanhas de prospecção mineral.

Palavras-chave


Análise espacial; Geoprocessamento; Prospecção mineral.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.