FASCICULATE KLEOPATRINID CORALS FROM THE BASHKIRIAN (LATE CARBONIFEROUS) OF SARDAR FORMATION (OZBAK-KUH MOUNTAINS, EAST-CENTRAL IRAN)

MAHDI BADPA, EDOUARD POTY, ALIREZA ASHOURI, KAVEH KHAKSAR

Resumo


A Formação Sardar (Viseano superior–Moscoviano) no Irã Central-Leste é caracterizada por calcários de ambientes pouco profundos com intercalações de folhelhos que contêm corais rugosos, tabulados e braquiópodes. Foram estudadas dez amostras das montanhas Ozbak-kuh, de norte a sul. Entre os corais rugosos foi amostrada uma associação de Kleopatrinidae fasciculados, que contém as espécies Paraheritschioides antoni antoni, P. antoni minor, P. gracilis e duas novas espécies novas para os gêneros Fomichevella e Heintzella. O gênero Heintzella é descrito pela primeira vez para o Irã. Contudo, a sua idade, determinada por conodontes e foraminíferos, é Bashkiriano inicial–médio (Neocarbonífero). As associações faunísticas contemporâneas mais semelhantes são as da Ilha de Ellesmere, bacia Sverdrup no Canadá Ártico, Terreno Alexander e Cordilheira Brooks no sudeste de Alasca, e o Terreno Klamath mais a leste na Califórnia setentrional, onde condições de águas quentes tropicais foram identificadas durante o Bashkiriano no hemisfério norte. O bloco central iraniano e as provincias setentrionais, durante este tempo, foram caracterizadas por facies calcárias dominantes e faunas coralinas coloniais diversificadas.

Palavras-chave


Iran; Ozbak-kuh; Sardar; Bashkiriano; Corais rugosos.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.4072/rbp.2016.2.01

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country RankSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar