ESTUDIO PALINOLÓGICO DE LA FORMACIÓN CERRO CAZADOR (CRETÁCICO TARDÍO) DE LA PROVINCIA DE SANTA CRUZ, ARGENTINA

LETICIA POVILAUSKAS

Resumo


Diversas associações palinológicas foram recuperadas da Formação Cerro Cazador, Cretáceo tardío, Província de Santa Cruz e apresentam-se constituídas por elementos marinhos (cistos de dinofl agelados) e elementos continentais. Nesta contribuição foram estudadas as associações esporopolínicas. As amostras foram recuperadas da parte superior desta formação. Foram determinadas quarenta e uma espécies de esporos e grãos de pólen pertencentes aos gêneros: Baculatisporites, Biretisporites, Clavifera, Cyathidites, Cyatheacidites, Deltoidospora, Echinosporis, Gleicheniidites, Ischyosporites, Laevigatosporites, Neoraistrickia, Polypodiidites, Reticuloidosporites, Trilites, Verrucosisporites, Stereisporites, Araucariacites, Lygistepollenites, Microcachryidites, Phyllocladidites, Podocarpidites, Arecipites, Forcipites, Liliacidites, Nothofagidites, Peninsulapollis, Psilatricolporites, Rousea, Triatriopollenites, Triporopollenites e Tricolpites. Com base na distribuição estratigráfi ca das espécies identifi cadas, principalmente na Argentina e na Antártida, juntamente com a presença de Nothofagidites saraensis e Peninsulapollis gillii, sugere-se a idade Campaniano tardía-Maastrichtiano inicial. A assembleia palinológica recuperada indica um ambiente deposicional marinho, com continentalização progressiva para a parte superior da seção.

Palavras-chave


Palinomorfos; Formação Cerro Cazador; Cretáceo tardío; Santa Cruz.

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: http://dx.doi.org/10.4072/rbp.2016.1.06

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country RankSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar