Classificação e mapeamento geológico de terrenos Tecnogênicos (artificiais): uma análise comparativa

Alex Ubiratan Goossens Peloggia

Resumo


Terrenos artificiais ou tecnogênicos são descritos na literatura geológica desde o século XIX. Todavia, seu estudo, classificação e mapeamento sistemático vêm sendo realizados muito mais intensamente a partir dos anos 1980, com contribuições provenientes de geocientistas da antiga União Soviética e do Leste Europeu, do Reino Unido, dos Estados Unidos da América, do Japão e do Brasil, dentre outras. Neste trabalho estudamos algumas dessas principais contribuições, por meio de uma análise comparativa a partir de sua aplicação a uma área hipotética, feita de modo a verificar suas potencialidades de uso e a adequação dos métodos. Conclui-se que o uso combinado de características dessas abordagens pode ser o mais adequado em função do objetivo do estudo e da escala de mapeamento adotada.


Palavras-chave


Terrenos artificiais ou tecnogênicos; Classificação; Mapeamento geológico.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5935/0100-929X.20180005

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Métricas

SCImago Journal & Country Rank
     
Google Scholar Profile

Indexação

A Revista do Instituto Geológico é indexada pelas seguintes Bases de Dados / Portais:

Scopus - Elsevier
    
GeoRef - GeoScienceWorld
   
Latindex
   Scilit - The Scientific Literature database
       
Portal de Periódicos CAPES
 
Zoological Records
 
Portal de Periódicos Eletrônicos em Geociências
  

 

Apoio

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
     
Instituto Geológico

 

Licença Creative Commons CrossRef - Similarity Check

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.