Caracterização morfométrica de uma superfície cárstica do Vale do Ribeira, São Paulo (Núcleo Caboclos - Petar)

José Antonio Ferrari, Silvio Takashi Hiruma, Ivo Karmann

Resumo


Este trabalho apresenta um método para a obtenção de parâmetros morfométricos de paisagens cársticas a partir de técnicas de geoprocessamento. Foram obtidos valores de rugosidade, declividade, amplitude do relevo, densidade da drenagem e circularidade em depressões poligonais fechadas. O método é aplicado para obter uma assinatura quantitativa da totalidade da paisagem cárstica, bem como para a caracterização individual das depressões fechadas. Foram realizadas análises espaciais e correlações dos diversos parâmetros morfométricos obtidos. Os dados mostram que depressões mais circulares possuem menor área e baixo desenvolvimento de drenagem. As depressões de maior área são menos circulares e possuem rede de drenagem e amplitude de relevo maiores. Os dados obtidos, integrados com conhecimentos prévios da área, permitem interpretar que a forma planimétrica das depressões na região depende da anisotropia da resistência ao desenvolvimento da drenagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5935/0100-929X.19980002

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Métricas

SCImago Journal & Country Rank
     
Google Scholar Profile

Indexação

A Revista do Instituto Geológico é indexada pelas seguintes Bases de Dados / Portais:

Scopus - Elsevier
    
GeoRef - GeoScienceWorld
   
Latindex
   Scilit - The Scientific Literature database
       
Portal de Periódicos CAPES
 
Zoological Records
 
Portal de Periódicos Eletrônicos em Geociências
  

 

Apoio

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
     
Instituto Geológico

 

Licença Creative Commons CrossRef - Similarity Check

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.