Geometria do aquífero tubarão entre os municípios de Indaiatuba e Capivari (SP)

Geraldo Hideo Oda, Diana Mayumi Takeuchi, Sibele Ezaki, Mara Akie Iritani, Claudia Varnier, Denise Rossini Penteado, Carla Veiga Fernandes Lima, Alexandre Henrique da Silva, Nádia Lucia Zuca, Renan Penasso Pacheco

Resumo


O Aquífero Tubarão (Bacia do Paraná), embora seja considerado de baixa produtividade, constitui importante fonte de abastecimento público e privado na Região Metropolitana de Campinas e municípios do eixo Sorocaba-Campinas (Estado de São Paulo). Estudos hidrogeológicos da década de 1990 constataram rebaixamento da superfície potenciométrica devido ao bombeamento intensivo de poços, indicando a necessidade de avaliar seu potencial produtivo. Nesse sentido, este trabalho teve como finalidade caracterizar a geometria deste aquífero entre os municípios de Indaiatuba e Capivari (SP). Para tanto, foram elaborados e analisados perfis litoestratigráficos de direção leste-oeste, com base em dados de 1262 poços tubulares. As correlações dos perfis com os mapas geológico, potenciométrico, de espessura de arenito e de contorno estrutural do topo do embasamento cristalino permitem fornecer uma visão tridimensional dos estratos litológicos, auxiliar na locação de novos poços, subsidiar estudos estratigráficos e paleoambientais e melhorar o aproveitamento da água subterrânea. Esses resultados mostram que as regiões mais produtivas estão nos locais onde os poços atravessaram as maiores espessuras de arenito (cerca de 200 a 300 m), ou seja: 1- região central do Município de Capivari; 2- regiões nordeste e centro noroeste do Município de Elias Fausto; 3- região centro nordeste do Município de Monte Mor. Nesta última, verificou-se significativa continuidade lateral dos arenitos, sobrepostos por argilitos e folhelhos, que imprimem localmente um confinamiento do aquífero.

Palavras-chave


Litoestratigrafia; geometria; Aquífero Tubarão; embasamento cristalino; poços tubulares.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5935/0100-929X.20120002

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Métricas

SCImago Journal & Country Rank
     
Google Scholar Profile

Indexação

A Revista do Instituto Geológico é indexada pelas seguintes Bases de Dados / Portais:

Scopus - Elsevier
    
GeoRef - GeoScienceWorld
   
Latindex
   Scilit - The Scientific Literature database
       
Portal de Periódicos CAPES
 
Zoological Records
 
Portal de Periódicos Eletrônicos em Geociências
  

 

Apoio

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
     
Instituto Geológico

 

Licença Creative Commons CrossRef - Similarity Check

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.