ANÁLISE DE IMAGENS DO SATÉLITE ALOS PALSAR PARA O MAPEAMENTO DE USO E COBERTURA DA TERRA DO DISTRITO FEDERAL

Edson Eyji SANO, Elaine Marra dos SANTOS, Paulo Roberto MENESES

Resumo


No Distrito Federal (DF), mapas de uso e cobertura da terra têm sido obtidos com base em imagens ópticas, embora imagens de radar também se constituam em uma alternativa viável, pois independem das condições de iluminação solar e a radiação em microondas tem ainda a capacidade de atravessar nuvens e detectar diferenças nas estruturas da vegetação. Nesse sentido, o objetivo deste estudo é analisar o potencial das imagens de radar da plataforma ALOS PALSAR para o mapeamento de uso e cobertura da terra do DF em uma escala compatível com 1:100.000. Imagens em amplitude na banda L e polarizações HH, HV e VV do final da estação chuvosa (25 de abril de 2007) foram convertidas para coeficientes de retroespalhamento e processadas pela técnica de segmentação de imagens por crescimento de regiões, disponível no programa de processamento de imagens SPRING. Os segmentos foram exportados para o aplicativo de sistema de informações geográficas ArcGIS 9.2TM no formato shape. A classe correspondente de uso e cobertura da terra de cada polígono foi identificada visualmente na tela de computador (interpretação visual). As seguintes classes temáticas foram discriminadas: Áreas Urbanas consolidadas; Áreas Urbanas em consolidação; Campos; Cerrado Típico; Culturas Agrícolas; Mata de Galeria; Matas Indiscriminadas; Pastagens Cultivadas; Reflorestamentos; e Reservatórios. Cerrado Típico, com 39.990 ha, foi a classe de mapeamento mais representativa da área de estudo, seguida de Áreas Urbanas consolidadas e Campos, com 29.950 ha e 27.918 ha, respectivamente. A exatidão de mapeamento, fornecida pelo índice Tau, foi de 70%.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank