CARACTERIZAÇÃO HIDROGEOLÓGICA DA OCORRÊNCIA DE AQUÍFERO TERMAL NO DISTRITO FEDERAL

José Eloi Guimarães CAMPOS, Luciano Soares da CUNHA

Resumo


Esta pesquisa objetivou determinar as causas do aquecimento das águas termais recentemente descobertas no sul do Distrito Federal. A temperatura da água é de 28,9ºC, obtida em poço artesiano jorrante com profundidade de 150 m e vazão de 250 m3/h, sendo classificada como água mineral hipotermal na fonte. A pesquisa consistiu da caracterização física da área, comparando dados regionais já conhecidos com dados localmente obtidos. Na área em estudo ocorrem tipos litológicos atribuídos às formações Ribeirão do Torto, Serra da Meia Noite, Ribeirão Contagem e Córrego do Sansão do Grupo Paranoá, filitos do Grupo Canastra, além de coberturas representadas por latossolos e pequenas ocorrências de outros solos. A região está inserida na borda sul do Domo Estrutural de Brasília com mergulho da envoltória das camadas para sul/sudeste. Na região ocorrem aquíferos fraturados associados aos sistemas Paranoá e Canastra, sendo as águas aquecidas associadas ao Subsistema R3/Q3. A partir da relação destes dados com conceitos de fluxo da água subterrânea em meios fraturados discutiu-se um modelo conceitual para explicar a elevação da temperatura da água acima da média regional, sendo este o único caso conhecido de água termal no Distrito Federal. Neste modelo os principais condicionantes para a ocorrência de água aquecida são: o fluxo regional da água subterrânea, gradiente geotérmico e existência de fraturas abertas a profundidade mínima de 300 m.

Palavras-chave


Hidrotermalismo; Aquífero fraturado; Gestão de recursos hídricos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank