Aplicação do método índice de susceptibilidade para estimativa da susceptibilidade à contaminação na Bacia hidrográfica dos rios Turvo, Santa Rosa e Santo Cristo

Willian Fernando de Borba, Bruna Ruchel, Kananda Cabral Menegazzo, Leonardo Zuchetto Peil, Cristiano Niederauer da Rosa

Resumo


Em razão do elevado nível de contaminação das águas superficiais e da consequente diminuição da reserva hídrica potável, os mananciais de águas subterrâneas se mostram uma alternativa para suprir a demanda de água para consumo humano. Em virtude disso, é essencial o monitoramento das fontes potenciais de contaminação que podem afetar a qualidade ou a quantidade de água disponível. Desse modo, este estudo visou identificar potenciais áreas e fontes poluidoras do Sistema Aquífero da Serra Geral na escala da Bacia hidrográfica dos rios Turvo, Santa Rosa e Santo Cristo. Para isso, foi empregada a metodologia do índice de susceptibilidade à contaminação a partir do cruzamento de uma série de variáveis (topografia, uso do solo, material do aquífero, distância até o lençol freático e recarga). Os resultados indicaram que a susceptibilidade variou de muito baixa (4,89% da área) a elevada (0,004%), com predomínio da classe moderada a baixa. Isso indica que a área apresenta condições favoráveis à contaminação em sua maior porção. Destaca-se que grande parte das áreas próximas às zonas urbanas apresentaram elevada susceptibilidade à contaminação. O presente estudo apresenta o alto potencial das ferramentas de geoprocessamento na determinação do índice de susceptibilidade e mapeamento de áreas passíveis de contaminação, capaz de aprimorar a gestão das águas subterrâneas e na elaboração de planos ambientais municipais.


Palavras-chave


Água subterrânea; Índice de susceptibilidade; Recarga; Sistema Aquífero Serra Geral.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v20-160797

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank