Terrenos tectonoestratigráficos dispersos do embasamento pré-Brasiliano (São José do Caiana, Açude Coremas e Icaiçara) na porção centro-oeste da Zona Transversal (Paraíba, Ceará e Pernambuco)

Benjamim Bley de Brito Neves, Cláudia Regina Passarelli

Resumo


Na parte centro-oeste da Zona Transversal, entre os meridianos 37º30’ e 40º15’, nos estados da Paraíba e de Pernambuco (pequena parte no Ceará), ocorrem três exposições importantes de terrenos tectonoestratigráficos (inliers) do embasamento pré-Brasiliano, ramificando faixas de dobramentos desse ciclo, delimitados por zonas de cisalhamento. Os terrenos Açude Coremas e São José do Caiana são truncados a norte pelo Lineamento Patos (E-W strike) e são separados pela zona de cisalhamento sinistral de Boqueirão dos Coxos (NE-SW strike). Para oeste (interior do Ceará), essas exposições estão bastante reduzidas em razão dos depósitos fanerozoicos da Bacia do Araripe, ficando difícil marcar o limite ocidental e as dimensões exatas do São José do Caiana. O Terreno Icaiçara, situado mais a oeste-sudoeste, é delimitado a sul pelo traço do Lineamento Pernambuco, e situa-se inteiramente no estado de Pernambuco. Esses “altos” do embasamento aparecem ramificando as exposições do Sistema de Dobramentos Piancó-Alto Brígida, e são constituídos de complexa gama de gnaisses graníticos e paragnaisses micáceos, localmente migmatizados, e com algumas poucas intercalações de supracrustais aluminosas, calciossilicáticas e anfibolíticas. Esses inliers são de idade predominantemente paleoproterozoica (Riaciana). A trama estrutural é bastante complexa, pois além de duas fases, pelo menos de dobramentos (pré-Brasilianos), há imposição dos movimentos de cisalhamento laterais, com componentes transpressionais marcantes (pelo ciclo Brasiliano). Há frações dessas rochas de embasamento acavalando as supracrustais brasilianas, como a sul do Terreno Açude Coremas, como já mencionado. Os dados geocronológicos obtidos, por diferentes métodos, indicam claramente uma idade paleoproterozoica para esses domínios de exposição de embasamento, com rara e especial ocorrência de protólito arqueano. As semelhanças nas características litoestruturais desses terrenos e sua distribuição na trama marcante de zonas de cisalhamento — demarcando-os e os separando — levam-nos a reconhecer, propor e atribuir caso típico de “dispersed ou disrupted terranes”.


Palavras-chave


Zona transversal; Província Borborema; Terrenos tectonoestratigráficos; Ciclo brasiliano.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v20-159425

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank