Explorando as relações entre zonas de cisalhamento e granitos: dados de campo e microestruturais em estudos de caso contrastantes da Província Borborema, (NE do Brasil)

Lauro Cézar Montefalco de Lira Santos, Luís Gustavo Ferreira Viegas

Resumo


Apresentamos dados meso e microestruturais de granitos associados a zonas de cisalhamento na Província Borborema, Nordeste do Brasil. O stock Riacho do Icó representa uma intrusão en-cornue datada em ca. 607 Ma. A trama magmática é bem representada no núcleo da intrusão, enquanto o incremento da deformação é marcado pelo desenvolvimento de estrutura milonítica em direção à zona de cisalhamento Afogados da Ingazeira, acompanhado de rotação da foliação e lineação. Recristalização precoce de cristais de quartzo e K-feldspato é abundante ao longo de tramas poligonais limites de grãos e subgrãos retilíneos, lentes deformadas de forma heterogênea e grãos fitados de quartzo, típicos de rochas ígneas submetidas a níveis crustais profundos. Por outro lado, o cinturão leucogranítico Espinho Branco-Santa Luzia é hospedado pelo lineamento Patos, como idades variando entre ca. 575 – 565 Ma. Essas rochas apresentam relações discordantes com os migmatitos, e a principal trama deformacional é caracterizada por foliação magmática, localmente obliterada por estruturas típicas de fluxo no estado sólido. Mobilizados de fusão parcial compostos de quartzo intersticial preenchendo fraturas nos clastos de feldspato são comuns. Tais características são compatíveis com granitos injetados na crosta continental por meio de anisotropias planares (i.e., zonas de cisalhamento) formadas durante os últimos estágios de fusão parcial que originaram os migmatitos da área. Os casos de estudo apresentados representam modelos para o entendimento dos diferentes episódios de alojamento de magmas associados a zonas de cisalhamento nessa parte do Gondwana Ocidental.


Palavras-chave


Alojamento de magmas graníticos; Zonas de cisalhamento; Microestruturas; Província Borborema.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v21-180579

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank