O ANTIGO MUSEU GEISELTAL (1934-2011), A FOSSILAGERSTÄTTE EOCÊNICA GEISELTAL (ALEMANHA) E O SIGNIFICADO CIENTÍFICO DE BEN BARNES COMO PIONEIRO DAS ESCAVAÇÕES QUANTITATIVAS SISTEMÁTICAS DE VERTEBRADOS NOS LINHITOS GEISELTAL

MEINOLF HELLMUND

Resumo


Geiseltal foi uma área produtiva para mineração de linhito (carvão marrom) por cerca de 100 anos no centro da Alemanha (estado da Saxônia-Anhalt). O reconhecimento do valor científico do seu famoso conteúdo fossilífero se deu na década de 1920 e, desde o início dos anos 1930, Geiseltal é conhecida como uma fossillagerstätte eocênica gerada em condições terrestres/palustres. Durante a sua cátedra e posição como Chefe do Instituto Geológico em Halle (Saale) na década de 1920, Ben Barnes se concentrou cada vez mais nas descobertas famosas e notáveis de fósseis no meio do carvão marrom eocênico de Geiseltal. Ele foi pioneiro em escavações de vertebrados sistemáticos e quantitativos nos linhitos Geiseltal. Com o seu trabalho bem sucedido, realizado com os aspectos científicos modernos do seu tempo, formou muitos outros pesquisadores e contribuiu para a reconstrução da história geológica e paleontológica da fauna e flora de Geiseltal.


Palavras-chave


Geiseltal; Linhitos; Eoceno; Vertebrados.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2018_1_108_119

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank