IMPACTO MÊS A MÊS DO MODO ANULAR SUL NA AMÉRICA DO SUL

FERNANDA CERQUEIRA VASCONCELLOS, RENAN MARTINS PIZZOCHERO, IRACEMA FONSECA DE ALBUQUERQUE CAVALCANTI

Resumo


Este artigo teve como objetivo analisar o impacto, mês a mês, das fases do Modo Anular Sul (Southern Hemisphere Annular Mode - SAM) na América do Sul (AS), visando fornecer melhores recursos para estudos e previsões climáticas. Para o cálculo do índice SAM (aqui chamado de NSAM), utilizou-se a Função Ortogonal Empírica nas anomalias de altura geopotencial em 700 hPA, na região ao sul de 30ºS. Análises de compostos foram realizadas excluindo os anos de El Niño-Oscilação Sul (ENOS). Os resultados indicam que o Sudeste da AS (SEAS) e parte das Regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil são as regiões mais afetadas pelo SAM. Entretanto, seu impacto difere mês a mês e nem sempre há uma influência oposta entre as fases do SAM. Para a temperatura do ar, os meses de março, maio, julho, agosto, setembro e novembro mostram anomalias positivas (negativas) afetando as regiões citadas acima durante a fase negativa (positiva) do SAM. Entretanto, a abrangência dessas anomalias difere entre os meses. Fevereiro e dezembro apresentam um dipolo de anomalia de temperatura, com anomalias positivas (negativas) no SEAS e negativas (positivas) ao norte, na fase negativa (positiva) do SAM. Janeiro apresentou um comportamento diferente comparado aos outros meses, mas também mostra um sinal aproximadamente oposto entre as fases do SAM. As anomalias de precipitação indicam um enfraquecimento (intensificação) da Zona de Convergência do Atlântico Sul na fase negativa (positiva) do SAM (novembro-janeiro e março). A região do SEAS mostra anomalias positivas (negativas) de precipitação na fase negativa (positiva) do SAM, durante os meses de março a junho e dezembro. Contudo, em outubro, o SAM influencia essa região de forma oposta. Um estudo de caso (janeiro de 2017 – fase negativa do SAM – ENOS neutro) mostrou uma grande similaridade com o composto de precipitação de janeiro, ratificando os resultados. Porém, para a temperatura do ar, somente a região próxima à costa apresentou similaridade com o composto correspondente.


Palavras-chave


Modo Anular Sul; América do Sul; Variabilidade Climática.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2019_1_783_792

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank