Variabilidade Espacial dos Atributos Físicos do Solo em Área Cultivada com Palma Forrageira Resistente a Cochonilha do Carmim no Semiárido Nordestino

Marcos Vinícius da Silva, Gledson Luiz Pontes de Almeida, Pedro Henrique Dias Batista, Héliton Pandorfi, Gleidiana Amélia Pontes de Almeida Macêdo, Marcio Mesquita, Rodes Angelo Batista da Silva

Resumo


O conhecimento dos atributos físicos do solo é fundamental para realização de um manejo apropriado para o cultivo. Esse estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar a variabilidade espacial dos atributos físicos do solo em área cultivada com palma forrageira na região de transição do agreste com o sertão pernambucano. O experimento foi conduzido na Fazenda Roçadinho, propriedade produtora de leite, que tem como cultivo principal a palma forrageira. Na área de cultivo, foi estabelecida uma malha composta por 36 pontos, com grid de 6 x 6 m. O levantamento das propriedades físicas do solo, contou com o registro da resistência a penetração (Rp), umidade (U), densidade do solo (Ds), densidade de partículas (Dp) e porosidade total (Pt). Os dados foram submetidos a análise estatística descritiva e a variabilidade espacial por meio da semivariância у (h). Os valores da média e mediana apresentaram distribuição simétrica para todas as variáveis. A média da Rp para a camada de 0.0-0.10 m foi classificada como intermediária e para a camada de 0.10-0.20 m como alta. A Ds e a Pt apresentaram-se inversamente proporcionais, ou seja, ocorreu um acréscimo da Ds nos pontos onde ocorreu menor percentagem de Pt. Nos pontos que apresentaram menor valor de resistência a penetração e densidade do solo, verificou-se maior valor de umidade e porosidade total do solo. Os modelos de semivariogramas ajustados aos atributos físicos do solo foram o esférico e o gaussiano. Por meio da geoestatística foi possível avaliar a variabilidade espacial dos atributos físicos do solo, no cultivo da palma forrageira.


Palavras-chave


Geoestatística; Resistência a penetração; Semivariograma; Umidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2019_4_39_45

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank