Identificação de cianobactéricas em sedimentos da Lagoa Pitanguinha, estado do Rio de Janeiro, Brasil

Loreine Hermida Silva e Silva, Cynthia Moreira Damazio, Anderson Andrade Cavalcanti Iespa

Resumo


A Lagoa Pitanguinha é uma laguna hipersalina, que está localizada entre as latitudes 22º55'42" e 22º56'00"S e longitudes 42º20'45" e 42º21'30"W, no Estado do Rio de Janeiro. A temperatura do ar em média varia de 19º e 31ºC e apresenta índice pluviométrico anual em torno de 900 mm, com evaporação de 1.400 mm. As cianobactérias psâmicas vivem na superfície do sedimento e entre os grãos sedimentares principalmente quartzo. O objetivo do presente estudo foi a identificação das cianobactérias psâmicas encontradas na porção marginal da Lagoa Pitanguinha. Foram realizadas coletas durante os anos de 2003-2004, no período de vazante da laguna, onde foram estabelecidas cinco estações de coleta. O processamento da análise taxonômica envolveu a confecção de lâminas frescas e permanentes, com realização de medidas em microscópio, onde foram observadas as características morfológicas clássicas. As famílias Chroococcaceae Nägeli 1849 e Synechococcaceae Komárek & Anagnostidis 1995 são as mais freqüentes respondendo por 35 % das espécies encontradas. As demais famílias observadas apresentaram os seguintes percentuais: Phormidiaceae Anagnostidis & Komárek 1988 com 10%; Nostocaceae Bourrelly 1970 com 5%; Pseudanabaenaceae Anagnostidis & omárek 1988 com 5%; Schizothricaceae Elenkin 1934 com 5% e Xenococcaceae Ercergovi com 5%.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank