Um Novo Espécime do Gênero Octodontobradys (Orophodontidae, Octodontobradyinae) do Mioceno Superior/Plioceno da Amazônia Sul-Ocidental, Brasil

Edson Guilherme, Jean Bocquentin, Alice S. Porto

Resumo


Apresenta-se aqui uma mandíbula quase completa de Octodontobradys sp., proveniente do Mioceno superior/Plioceno da Formação Solimões, na fronteira Brasil/Bolívia, sudoeste da Amazônia. Os dois ramos mandibulares quase completos além de outros fragmentos fósseis pertencentes a diferentes táxons foram encontrados na margem esquerda do rio Abunã à montante da cidade de Plácido de Castro, Estado do Acre, Brasil. A forma da região sinfisiária da mandíbula e o contorno alongado e bilobado dos alvéolos dos molariformes m2-3-4 não deixa dúvida de que este novo espécime pertence ao gênero Octodontobradys. Octodontobradys sp difere de O. puruensis pelos seguintes caracteres: (a) abertura do canal mandibular posterior externo situado mais anteriormente e (b) região sinfisiária mais ampla e inclinada anteriormente. A mandíbula descrita aqui representa o primeiro achado de material pertecente ao gênero Octodontobradys fora do sítio Talismã, no Estado do Amazonas, de onde provém o holótipo deste táxon e nos permitiu ampliar a diagnose da Subfamília Octodontobradyinae.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank