Registro da Influência Marinha Através da Distribuição de Foraminíferos Bentônicos na Baía de Guanabara, Estado do Rio de Janeiro, Brasil

Mariana Cardoso Macedo, Claudia Gutterres Vilela, José Antonio Baptista Neto

Resumo


Com o objetivo de caracterizar a influência marinha no interior da baía de Guanabara foram analisadas amostras de sedimentos de fundo coletadas no interior da baía e na região costeira adjacente. Ao todo foram estudadas 29 amostras, sendo 15 do interior da baía de Guanabara na região noroeste e central, duas em frente à baía, e 12 na região costeira em frente às praias de Copacabana, no Rio de janeiro, e Piratininga e Itaipu, em Niterói. As coletas foram realizadas através do amostrador de fundo Van Veen e as amostras foram tratadas em laboratório com metodologia especifica para foraminíferos. A abundância de foraminíferos bentônicos no interior da baía foi maior do que na região costeira, no entanto, os valores de diversidade e riqueza foram menores. O presente estudo registrou a distribuição de espécies marinhas como Buccella peruviana e Eponides repandus, indicando a influência das ACAS no interior da baía, além das espécies oportunistas e características de ambiente com alto teor de COT, tais como Ammonia tepida e Buliminella elegantíssima. A presença de Pararotalia cananeiaensis e Globocassidulina subglobosa foi expressiva na região costeira e no interior da baía. Desta forma, foi possível caracterizar o ambiente considerando os níveis de influência antropogênica e influência marinha de plataforma Estes resultados podem ser um importante registro para ações de conservação, preservação e recuperação deste ambiente altamente degradado.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2013_2_117_128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank