Avaliação da Vulnerabilidade Intrínseca à Contaminação do Aquífero na Bacia do Rio Passo Fundo no Estado do Rio Grande do Sul

Willian Fernando de Borba, Gabriel D’Ávila Fernandes, Lueni Gonçalves Terra, Carlos Alberto Löble, José Luiz Silvério da Silva

Resumo


A progressiva poluição das reservas hídricas superficiais gera, cada vez mais, a explotação dos recursos hídricos subterrâneos. Com base nisso, cresce a importância de estudos que visem contribuir para a análise qualitativa e/ou quantitativa desses importantes mananciais. O presente trabalho tem por objetivo determinar a vulnerabilidade natural do aquífero à contaminação na bacia hidrográfica do Rio Passo Fundo, através da aplicação do sistema GOD. Foram utilizadas informações de 439 poços cadastrados no Sistema de Informações de Águas Subterrâneas. A bacia em estudo apresentou uma vulnerabilidade insignificante em 73,1 % da sua área total, baixa em 25,6 %, média em 1,3 % e alta em apenas 0,01 %. Diante disso, pode-se concluir que o aquífero apresenta uma significativa proteção natural através das rochas basálticas da Formação Serra Geral, caracterizando, na maioria das vezes, uma condição confinante ao aquífero.

Palavras-chave


Água subterrânea; Estrutura geológica; Formação Serra Geral; Sistema GOD.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2016_2_145_154

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank