Geologia do deposito de manganês de Bandarra município de Jacaraci, Bahia

Rômulo Machado

Resumo


Este trabalho discute a geologia do depósito de manganês de Bandarra, inserido no Complexo de Licínio de Almeida, no sul da Bahia. "Hogback" e "cuesta" são as morfologias típicas da região. As unidades litológicas consistem, da base para o topo, em três seqüências: a) mica-xistos; b) formação ferrífera; c) mica-xistos, anfibolitos e quartzitos. Os corpos de minério de manganês podem ser classificados como primário (lenticular) e secundário (eluvial e coluvial). O minério primário é do tipo ferruginoso (25-30% de Fe e 10% de Mn), manganesífero (45-55% de Mn), silicoso (30-40% de Si0(2) e 10-20% de Mn) e ocorre associado à formação ferrífera. O protominério, denominado bandarrito, constitui a fácies óxido-carbonática da formação ferrífera manganesífera. Os mica-xistos contêm andesina, e os anfibolitos, hornblenda-plagioclásio-epídoto, refletindo fácies metamórfica almandina-anfibolito. As estruturas locais orientam-se na direção NE-SW com vergência para noroeste. Diferentes estilos de dobras indicam pelo menos dois episódios de deformação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.