THE LAGOA REAL URANIUM PROVINCE, BAHIA STATE, BRAZIL: SOME PETROGRAFIC ASPECTS AND FLUID INCLUSION STUDIES

K. Fuzikawa, J. V. Alves, P. Maruéjo, M. Cuney, C. Kostolanyi, B. Poty

Abstract


A Província Uranífera de Lagoa Real, centro-sul do Estado da Bahia, é formada por seis depósitos e vários indícios e contém uma reserva de quase uma centena de toneladas de U30S. O Complexo de Lagoa Real, formado de granitos e seus ortoderivados, é a unidade litológica principal sendo ainda a encaixante dos albititos, uraníferos ou não. A uraninita associa-se principalmente aos máficos (piroxênio e granada). Essa unidade acha-se empurrada sobre os metassedimentos do Espinhaço, situados a oeste. As relações petrográficas e de campo indicam que esse tectonismo que atingiu tanto o minério como suas encaixantes foi o evento mais tardio registrado na área. O estudo de inclusões fluidas mostrou a ocorrência de fluidos de características diferentes nos metassedimentos do Supergrupo Espinhaço e nas rochas do Complexo de Lagoa Real, embora ambos apresentassem fluidos carbônicos e aquosos. Os tipos de inclusões presentes são concordantes com a seqüência de eventos sugerida para a região: intrusão do granito São Timóteo a 1,72 Ga; albitização e mineralização uranífera a 1,4 Ga e metamorfismo a 0,49 Ga. O estudo constitui um exemplo do comportamento das inclusões fluidas num processo metamórfico escasso em fluidos.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21715/gb.v1i2.17

Refbacks

  • There are currently no refbacks.