CLASSIFICAÇÃO E ALTERAÇÃO DE ÓLEOS NA BACIA TERRESTRE DO ESPIRITO SANTO

L. A. F. Trindade

Abstract


Análises geoquímicas de 62 amostras de óleo recuperados de poços na porção litorânea da Bacia do Espírito Santo permitiram a caracterização de três tipos distintos de óleos: os óleos classificados como Tipo "A" são predominantemente acumulados nas rochas-reservatórios turbidíticas do Cretáceo e Terciário, nos "Paleocanyons" de Regência e Fazenda Cedro e nas rochas-reservatórios Albiapadas da Plataforma Regência; os óleos considerados como Tipos "B" e "C" são encontrados em rochas reservatórios Aptianas da Plataforma São Mateus.<br>Dados cromatográficos, fragmento gramas de massas (marcadores biológicos) e outros parâmetros geoquímicos sugerem que os óleos dos Tipos "B" e "C" foram submetidos a graus variáveis de alteração. O óleo Tipo "A", em geral, não apresenta evidência de degradação. Degradação microbiológica é o principal processo de alteração de hidrocarbonetos. Existe boa correlação entre a curva de isoterma, de 65&ordm;C, que representa o limite máximo de um processo efetivo de biodegradação, e a curva 25&ordm; API.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21715/gb.v1i1.4

Refbacks

  • There are currently no refbacks.